Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 25 de julho de 2011

5ºs Jogos Mundiais Militares Rio 2011

   Descrever a emoção e satisfação de trabalhar num evento como esse é praticamente impossível, num país que pouco se investe no esporte que não seja o futebol, mas uma vez foi provado que os esportes base merecem mais atenção pois foram esses esportes que nos trouxeram o 1º Lugar no Quadro de Medalhas desses Jogos Militares, apesar de alguns contratempos que só a força invisível vê foi muito bom estar perto de outras culturas e tentando falar em outros idiomas, e isso é muito gratificante, ver que os estrangeiros se encantam com o nosso país, país que pouco investe na educação, na saúde e no seu povo, mas que esbanja simpatia a estes vistantes!
   Fiz muitos amigos incluindo os estrangeiros rss pra mim o que vale é experiência que nada no mundo descreve e dinheiro nenhum no mundo paga essa felicidade!

"Passagem de ônibus R$ 2,40, passagem de trem R$ 2,80, fazer novos amigos e trabalhar na súmula eletrônica da MSL Technology transmitindo o resultando para o mundo NÃO TEM PREÇO!"





sábado, 16 de julho de 2011

terça-feira, 12 de julho de 2011

Resposta de um homossexual ao Marcelo Tas e a Preta Gil

Resposta de um gay assumido ao Marcelo Tas e à Preta Gil


"Tenho 42 anos, sou gay, advogado e moro em Londres. Nunca sofri nenhum tipo de discriminação em virtude de minha orientação sexual. E como gay, penso que tenho alguma autoridade nesse assunto.

       Primeiramente - e já contrariando a turba - gostaria de expressar minha sincera simpatia pelo Sr. Bonsonaro, que no fundo deve ser uma pessoa de uma doçura ímpar, apesar de suas manifestações "grosseiras e/ou politicamente incorretas". Vou direto ao assunto.

       Nunca tive problemas em ser homossexual porque sou uma pessoa normal, como qualquer heterossexual. Esse negócio de viver a vida expressando dioturnamente sua sexualidade é uma doença. A sexualidade é algo que se encontra na esfera da intimidade e não diz respeito a ninguém.

       Não tenho trejeitos e não aprecio quem os tem. Para mim, qualquer tipo de extremo é patológico. Minha vida é dedicada e focada em outras coisas. Outros, como doentes que são, vivem a vida focados na sexualidade. O machão grosseiro e mulherengo ou a bicha louca demonstram bem estes extremos. Qualquer tipo de pervertido ou depravado (como a Preta Gil), o pedófilo, etc..., estão neste barco.

       Nunca fui numa parada gay e jamais irei, pois para mim aquilo é um circo de horrores, uma apologia à bizarrice e à cocaina - sejam francos e falem a verdade! Hoje aplaudimos o bizarro e a perversão doentia e ainda levamos nossos filhos pra assistir. Se a parada gay realmente fosse um ato político, relembrando sua real importância histórica, muito bem caberia no carnaval - abrindo o desfile das escolas de samba. Muito mais apropriado.

       Está rolando sim, um movimento das bichas enlouquecidas, no sentido de transformar o mundo num grande puteiro-hospício gay. Eu tenho um sobrinho de 11 anos e nunca senti a necessidade de explicar para ele que o "titio é gay" - isto é uma palhaçada. As crianças devem ser educadas no sentido de respeitar o próximo e ponto. Isto engloba tudo.

       Se pararmos para olhar como o mundo se encontra, temos que reconhecer que o modelo de educação que se desenvolve há décadas foi criado no sentido de deseducar e desestruturar cultural e intelectualmente as massas. Universidades por todo mundo vomitam milhões de pseudos-intelectuais todos os anos, mas tudo piora a cada dia e caminhamos a passos largos para o buraco. Todos os governos do mundo conspiram contra seus próprios cidadãos e se transformaram em grandes máfias, junto com os Bancos e as Corporações estão levando tudo, inclusive (e principalmente) nossa própria humanidade. A corrupção se alastra pelo globo e nunca vimos tantas guerras e destrições que vão desde o aspecto moral, até o material - a destruição de nosso próprio planeta.

       A coisa está tão feia, mas tão feia, que somente uma intervenção "divina" é capaz de frear nossos insanos governantes e a turba alucinada. Vejam a quantidade de manifestações de OVNIS pelo mundo. O “disclosure” é iminente. 2012, como símbolo de transformação está aí e a peneira vai passar.

       Não crucifiquemos o pobre do Bolsonaro. Tenhamos o entendimento de que seu comportamento é um grito de agonia de alguém que está lá para fazer o seu papel, pois se ninguém disser um chega BEM ALTO a coisa sairá dos limites - como já está saindo. Ele é sim a expressão de milhares e milhares de pessoas, para não dizer milhões. Ele pode ser meio atrapalhado, mas não está errado não. E tenho certeza que esse blá blá blá de dar porrada no filho se for “bicha” é só da boca pra fora. Ele é uma pessoa boníssima. Eu tenho certeza disso. O mundo precisa de amor e atenção, não de mais ódio e fanatismo."



Como acréscimo a última frase  "O mundo precisa de amor e atenção, não de mais ódio e fanatismo" ouso eu a incluir o fanatismo sob qualquer forma inclusive o religioso, , onde os líderes estão fazendo da palavra de Deus um verdadeiro circo e comércio o que acho rídiculo, não é porque seguimos uma religião ( e esta é que estraga tudo) é que devemos criticar os outros, afinal quando fazemos isso onde fica tal amor expresso na bíblia se você condena tais práticas limite-se a não faze-las e pronto, mas também não é porque você não acredita em Deus que vai ficar ofendendo quem acredita e ponto, é tão simples respeito e educação, aceitar o que o outro faz e que você não concorda ...mas sem precisar fazer disso um espetáculo, o respeito a gente conquista e não impõe!
Que me desculpem aqueles que não concordam, mas ninguém tem que obrigar outro alguém a ir em uma igreja, ou seguir uma religião ela deve fazer isso por vontade própria, ou muito menos tenho que ficar escutando gracinha devido sua prática ou não religiosa a não ser que ela peça sua opnião! É a mesma coisa que não gostar de bala e fazer a outra pessoa comer....
Da mesma forma, eu não tenho que aceitar a prática homossexual mas devo respeitar e isso não significa que a aceito mas também eu não preciso ofender a quem pratica da mesma forma que eu que sou negra e gorda gosto de tratada com respeito que mereço, é gostar da tal bala e respeitar aquele que gosta de chiclete!
Pois se perante a lei dos homens todos somos iguais imagine na Lei de Deus!